• Via di San Gallicano, Rome, Italy
  • (39) 06 8992225
  • dream@santegidio.org

Excelência no diagnóstico. O papel do laboratório em DREAM 2.0

dream-resistance-m2Na semana passada, no Malawi, no centro DREAM Elard Alumando de Blantyre, realizou-se um workshop subordinado ao tema “Assegurar a excelência no diagnóstico e na gestão de laboratório. O papel do laboratório em DREAM 2.0″, que contou com a presença dos responsáveis dos maiores laboratórios realizados pelo Programa DREAM da Comunidade de Santo Egídio em África, provenientes de Moçambique, Quénia, Tanzânia, RDC e Malawi.

Partindo da constatação de como DREAM nestes últimos anos tenha sido capaz de responder aos novos desafios colocados na demanda de Saúde Global em muitos países africanos, graças ao modelo de tratamento inclusivo e atento às necessidades do paciente como pessoa, conjugado à excelência dos serviços oferecidos (e os laboratórios de biologia molecular são um exemplo disso), os participantes questionaram-se sobre como os laboratórios por eles dirigidos possam estar cada vez mais ao serviço do programa DREAM.

Para isso, confrontaram-se sobre como implementar novos testes analíticos, sobre como garantir o desenvolvimento do sistema qualidade de acordo com as normativas internacionais, as orientações da OMS e os programas específicos de cada País. Mas também como trabalhar em coordenação com outras Instituições, Públicas e Privadas, nacionais e internacionais, com o fim de tornar sustentável e cada vez mais acessíveis nos vários Países os serviços de diagnóstico, sobretudo, para o sector molecular.

O trabalho em equipa, o confronto sobre argumentos específicos e a partilha de problemas e soluções enriqueceu muitíssimo todos os participantes que expressaram um profundo e coral agradecimento pela ocasião, empenhando-se a manterem contactos cada vez mais estreitos ao longo do ano, para reforçar ainda mais a rede africana realizada pela Comunidade de Santo Egídio com DREAM, trabalhando ao mesmo tempo na manutenção de uma “abordagem humanística” à qualidade científica requerida pela profissão, para não se esquecerem que por detrás de cada amostra a ser analisada, encontram-se os rostos, amiúde familiares e amigáveis, de muitos homens, mulheres e crianças.

Um apreço particular foi expresso aos colegas do programa DREAM no Malawi pelo excelente trabalho realizado na implementação de novos serviços como a monitorização da hipertensão ou o despiste do tumor no seno e do colo do útero. Por fim, grande satisfação suscitou a apresentação por parte de Richard Luhanga, director do laboratório de Blantyre, do método in house para a monitorização da resistência aos medicamentos do HIV. Este método de laboratório, que tinha acabado de ser apresentado numa open lecture em Lilongwe na presença dos responsáveis do Ministério da Saúde, dos CDC e de vários parceiros internacionais activos no sector do HIV, é muito interessante uma vez que poderá, a regime, reduzir para um quarto os custos do teste e poder ser implementado no País sem se dever continuar a enviar para o estrangeiro as amostras para serem analisadas.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Esta página também está disponível em: itItaliano enEnglish frFrançais esEspañol