• Via di San Gallicano, Rome, Italy
  • (39) 06 8992225
  • dream@santegidio.org

Category Page: Maputo

Visita do Alto representante da União Europeia Federica Mogherini à Comunidade de Santo Egídio em Maputo

Realizou-se ontem, a visita oficial à Comunidade de Santo Egídio de Federica Mogherini ao centro DREAM “para a criança” no centro de Maputo. O Alto representante passou cerca de uma hora com os médicos, os pacientes e as crianças, fez muitas perguntas e ouviu a todos. Acolhida com uma dança tradicional das activistas de DREAM, agradeceu a Comunidade de Santo Egídio pelo trabalho em prol da paz e realçou como DREAM seja luta pelos direitos, em particular das mulheres. A seguir, visitou o centro DREAM e o laboratório de biologia molecular para terminar a visita com um encontro juntamente com os responsáveis de DREAM e de BRAVO em Moçambique, na presença do embaixador italiano em Moçambique e do representante UNICEF no país. Direitos, mulheres e paz no centro do encontro, temas em prol dos quais Santo Egídio trabalha há anos em Moçambique com DREAM, BRAVO e o trabalho a favor da paz.

 

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail

Os activistas de DREAM com os idosos no Natal da Misericórdia

NataleMisericordiaMaputo00006

Maputo, Moçambique. Pouco fora do centro de Maputo em Lhanguene, adjacente ao hospital José Macamo, encontra-se o Instituto do Serviço Social da cidade. Único instituto público para idosos da capital moçambicana. Em dois pequenos edifícios separados por um pátio de cimento vivem cerca de trinta idosos, seja homens seja mulheres, pessoas num estado de extrema pobreza que encontram hospitalidade e sustento. O Instituto também tem a função de refúgio temporário para crianças de rua ou raparigas grávidas ou com bebés.

Os dias são longos, sobretudo para os idosos cegos ou acamados. Por esta razão, a Maria, a Beatriz, o Pedro, o Afonso e todos os outros hóspedes aguardam com ânsia as visitas das activistas de DREAM e dos Jovens pela Paz que periodicamente lhes levam afecto, companhia e alguma ajuda material.

O último dia do ano foi um momento especial porque, com as activistas, chegaram também as prendas: tecidos coloridos – capulanas -, lenços, pasta de dentes, sabonetes …. e giletes para os homens, cremes e perfumes para as mulheres.

As cores acesas das capulanas, o lanche e a festa emolduraram este momento de festa e de amizade: o Natal da Misericórdia continua e alcança muitos outros também nos lugares mais recônditos.

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail

Visita do Primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi ao centro DREAM da Comunidade de Santo Egídio em Maputo

No dia 19 de Julho, o Presidente do Conselho Italiano Matteo Renzi, visitou Moçambique com uma delegação de empresários italianos. Depois de se ter encontrado com o Presidente de Moçambique, Emílio Armando Guebuza, visitou um dos 10 centros do Programa DREAM que a Comunidade de Santo Egídio gere no país.

A visita ao “Centro para a Criança”, no centro da capital Maputo, desenrolou-se num clima de grande festa. As activistas do Programa DREAM acolheram o Primeiro-ministro com canções e danças. Um numeroso grupo de crianças que nasceram saudáveis de mães seropositivas graças aos tratamentos saudaram-no com um canto de boas-vindas.

Sucessivamente, o Primeiro-ministro italiano visitou a estrutura e manifestou interesse pelos vários componentes do programa: do tratamento contra a SIDA, ao programa contra a malnutrição, ao diagnóstico molecular.

Na sala de espera, entreteve-se com um grupo de pequenos pacientes com quem falou e brincou.

Depois, quis cumprimentar e agradecer um a um todo o pessoal de saúde do centro, as activistas e um grupo de voluntários da Comunidade de várias cidades italianas e, no fim da visita, uma criança ofereceu-lhe como recordação desse dia, algumas prendas.

O Primeiro-ministro agradeceu pela fidelidade e o incansável trabalho da Comunidade de Santo Egídio, pelo trabalho em prol da paz em Moçambique e pelo Programa Dream, sobretudo, pela satisfação de muitas mães que viram os próprios filhos nascerem saudáveis, sem SIDA. Um modelo de cooperação que dá esperança e futuro a Moçambique e que representa o melhor rosto da Itália.

Video

 

 

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail

Dedicado a Ana Maria Muhai o novo centro DREAM da Comunidade de Santo Egídio

Grande festa em Matola, perto da capital moçambicana Maputo onde, graças ao Programa DREAM, abriu as portas um novo centro especializado na prevenção da transmissão materno-infantil da infecção por HIV e para o tratamento das crianças seropositivas. O centro foi dedicado a Ana Maria Muhai, primeira activista do programa DREAM, que também foi a primeira mulher no país a ter publicamente declarado a sua seropositividade, como testemunho e encorajamento para todos os doentes moçambicanos, para que todos pudessem receber os tratamentos apropriados.

A inauguração realizou-se na presença da vice-ministro da Saúde moçambicana, dos representantes do mundo diplomático, do empreendedorismo moçambicano e dos doadores que contribuíram para a realização do centro; presentes também muitos activistas de DREAM e pacientes em tratamento no Programa.

O novo edifício surge diante do Centro de Saúde de Matola 2, num terreno posto à disposição pela congregação das Filhas da Caridade que há mais de dez anos colaboram com o programa DREAM na luta contra o HIV/SIDA, não só em Moçambique, mas também em muitos outros países africanos.

A Comunidade de Santo Egídio gere o programa DREAM dentro do centro de saúde de Matola 2 desde 2002, quando aviou – a primeira no país – o programa de prevenção da transmissão vertical do HIV utilizando a triterapia durante a gravidez, o parto e a amamentação. Esta abordagem preventiva foi capaz de reduzir as taxas de transmissão da infecção ao recém-nascido a 2% (de cerca de 40% sem nenhuma intervenção). Além disso, a terapia anti-retroviral reduziu drasticamente a mortalidade materna, que nas mulheres HIV+ positivas é particularmente elevada.

O Programa tem trabalhado ao longo destes anos nos espaços do Centro de Saúde de Matola 2, chegando a assistir cerca de 2000 mulheres HIV+ por ano; até hoje, com DREAM, são mais de 4600 as crianças que nasceram saudáveis de mulheres HIV positivas no Centro de Matola 2.

A prevenção materno-infantil por HIV é considerada uma prioridade em Moçambique, como foi realçado pelo Ministério da Saúde no Plano Estratégico Nacional de Resposta ao HIV e SIDA 2010-2014 (PEN 2010-2014). Os desafios identificados são muitos, em particular, ligados ao acesso insuficiente à terapia anti-retroviral para as mulheres grávidas e à escassez dos serviços de prevenção da transmissão materno-infantil no território. Em Julho de 2011, a Comunidade de Santo Egídio assinou um acordo com o Ministério da Saúde moçambicano onde se evidenciam os esforços efectuados por DREAM no campo da prevenção vertical e da difusão da triterapia e se encoraja o alargamento das actividades numa óptica de integração e suporte ao Sistema de Saúde Nacional.

Devido ao número cada vez mais crescente de pacientes que solicitam assistência e à falta de espaços disponíveis dentro do Centro de Saúde existente, sentiu-se a necessidade de se construir uma nova infra-estrutura que surge perto da entrada da maternidade permitindo, assim, um serviço melhor para as mulheres grávidas. O centro é formado por três blocos onde estarão disponíveis vários serviços: teste e aconselhamento, recolha do sangue, consultas médicas, farmácia e armazém dos medicamentos, distribuição de alimentos às pacientes malnutridas, diagnósticos e terapia das infecções oportunistas.

O novo centro representa o empenho cada vez crescente de DREAM ao lado do sistema de saúde moçambicano na luta contra a infecção por HIV, em particular, na óptica de anular o número de novas infecções nos recém-nascidos e reduzir a mortalidade materna, não só em Matola, mas em todo o país.

O Centro foi realizado graças ao contributo da Embaixada do Japão em Moçambique, da Fundação Total, da Cooperação Flamenga, da Fundação Charlemagne e da Senhora Katrin Haub.

Foi inaugurado pela vice-ministra da Saúde que agradeceu a Comunidade de Santo Egídio não só pela nova estrutura, mas também pela batalha realizada ao longo dos anos para que em Moçambique fosse possível o acesso universal aos tratamentos contra a SIDA. Além disso, explicou como o Programa criou um modelo de tratamento de sucesso, graças ao envolvimento activo dos doentes, modelo que o Ministério da Saúde adoptou hoje para o replicar nas suas estruturas com o apoio de DREAM.

A inauguração também foi ocasião para a assinatura de um acordo de parceria com a companhia telefónica moçambicana Mcel que, na pessoa do seu Administrador Delegado Teodato Hunguana ofereceu o acesso gratuito à internet e uma linha verde à qual todos os pacientes podem aceder para chamarem o centro em caso de necessidade. E ainda, uma linha telefónica que permite ao pessoal sanitário mandar SMS ou chamar os pacientes para lhes recordar os encontros. É um sinal de um desafio sempre crescente para DREAM, o de envolver as grandes empresas moçambicanas para assegurar a sustentabilidade do tratamento de tantos doentes.

Grande comoção de todos, no momento do descerramento da placa com a qual se dedica o centro a Ana Maria Muhai, uma mulher corajosa que lutou, testemunhou e acreditou que o programa DREAM pudesse, de um “sonho”, tornar-se em realidade e futuro de muitos doentes de Moçambique.

 

 

 

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail

O Vice-ministro do Desenvolvimento Económico Carlo Calenda e os empresários italianos visitam o centro Dream de Maputo: ”uma excelência italiana, exemplo de empreendedorismo”

De 19 a 21 de Maio, o Sistema Itália realizou uma missão empresarial em Moçambique. O Fórum económico Itália Moçambique foi promovido pelos Ministérios dos Negócios Estrangeiros e do Desenvolvimento Económico italianos e por diferentes autoridades moçambicanas entre as quais o Ministro da Indústria e do Comércio Armando Inroga.

A chefiar a delegação, o Vice-ministro do Desenvolvimento Económico Carlo Calenda e Paolo Zegna, presidente do Comité técnico para a internacionalização da Confindustria. Participaram 80 empresas, seis associações de categoria e cinco bancos.

Esta é considerada uma das mais importantes missões da Itália num país da África subsaariana; Moçambique suscita um notável interesse enquanto País dinâmico com grandes recursos e um potencial de desenvolvimento que cresce ao ritmo de 8% por ano.

O Vice-ministro Calenda propôs aos empresários italianos uma visita ao Centro DREAM de Maputo como exemplo de empreendedorismo, de qualidade e de excelência italianas, centro que tinha visitado no passado mês de Agosto.

O clima cordial criado pelos pacientes e pelos operadores, a beleza do centro, a excelência do serviço, o diagnóstico avançado completamente gratuitos, suscitaram entusiasmo e desejo de escutar.

Os empresários, reconhecendo no Programa DREAM uma excelência italiana, sentiram-se encorajados em investir em Moçambique e a suster o desenvolvimento de DREAM no País. Com efeito, numerosos foram os empresários que manifestaram o desejo de uma aliança entre DREAM e os empresários italianos.

A visita durou mais dos que o previsto: muitos comprometeram-se a apoiar de várias maneiras o trabalho de Dream em Moçambique, realçando que Dream “representa a parte boa da Itália, a que nos enche de orgulho, a que faz falar bem de nós também no estrangeiro”.

 

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail

DREAM reconhecido como iniciativa de Elevado Potencial de Empreendedorismo Social

O programa DREAM foi reconhecido no mês de Março, como uma iniciativa de “Elevado Potencial de Empreendedorismo Social”. O reconhecimento foi feito por parte do IES (Instituto de Empreendedorismo Social), uma organização sem fins lucrativos portuguesa que tem a função de identificar as inovações sociais e os programas empresariais de elevado conteúdo social. O IES colabora com vários parceiros internacionais, fundações e empresas (como Águas de Portugal, BMW stiftung e outras). O IES lançou um programa de identificação das actividades de empreendedorismo social em Moçambique, desfrutando da inovadora metodologia de investigação chamada ES+. O projecto ES+ em Moçambique foi realizado com os financiamentos da fundação Calouste Gulbenkian.

No decorrer da investigação, o IES analisou mais de 700 iniciativas presentes no país e DREAM foi identificado como uma das que mais têm um impacte no desenvolvimento social, reconhecendo o elevado valor de DREAM no contexto moçambicano.

O reconhecimento foi conferido na presença dos representantes do IES e das associações premiadas. No decorrer da cerimónia, foi realçado como DREAM, após mais de 10 anos de actividade no país, é hoje um dos programas mais respeitáveis e eficazes presentes em Moçambique.

 

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail