• Via di San Gallicano, Rome, Italy
  • (39) 06 8992225
  • dream@santegidio.org

Category Page: Mozambico

Maputo: Encontro com 300 jovens sobre o tema “Os media e a SIDA”

No passado dia 24 de Maio, o Concelho Municipal de Matola – a cidade satélite de Maputo onde DREAM está presente há anos com uma estrutura que se ocupa da prevenção vertical da transmissão por HIV e um centro nutricional que sustém a alimentação e a adopção à distância de centenas de crianças – organizou uma jornada de aprofundamento sobre a SIDA focalizada numa assembleia aberta com o tema “Os media e a SIDA”, à qual foi convidada a Comunidade de Sant’Egidio.
Ao encontro, presidido pelo Presidente da Câmara Municipal de Matola, o Sr. Tembe, tomaram a palavra, além dos representantes de DREAM, também várias associações e meios de comunicação locais, diante de uma plateia de 300 pessoas, a maior parte das quais jovens.

O debate focalizou-se sobre a importância que revestem os media para uma correcta comunicação das temáticas relativas a uma doença circundada por um fatalismo e um estigma ainda muito marcados. A intervenção de DREAM quis realçar precisamente a necessidade de um tipo de comunicação completa e correcta, que não aterrorize o destinatário da mensagem, mas antes pelo contrário, o leve a reflectir, informando-o sobre a possibilidade de um tratamento e levando-o a contactar o mais próximo centro de saúde.

Foi feito o exemplo dos grandes cartazes publicitários que se vêm por toda Maputo onde está escrito A SIDA MATA! Fez-se notar, antes de mais, como esta mensagem não é verdadeira, tal como os resultados do programa DREAM testemunham: pode-se ser seropositivo e viver bem e durante muito tempo, se tratados. Além disso, evidenciou-se como uma mensagem desesperada possa suscitar alarmismo sem com isso favorecer uma real prevenção: os únicos objectivos que se atingem são o aumento do estigma e a difusão do medo de enfrentar o problema em termos racionais, por exemplo, fazendo o teste.

Que tipo de comunicação escolher, então? A proposta de DREAM foi a de mirar para uma mensagem que apresente as pessoas seropositivas como “pessoas normais que conduzem uma vida normal“ e sobretudo insistir na possibilidade real de uma eficaz resposta terapêutica à SIDA, precisamente para levar as pessoas a quererem conhecer, sem medo, a própria condição sanitária, com uma perspectiva de esperança e não de condenação à morte.

O Presidente da Câmara Municipal de Matola, acolheu positivamente as observações e as propostas de DREAM. Informou que mandaria retirar de Matola os cartazes acima referidos e prometeu que contribuiria em primeira pessoa na divulgação de mais informações: visitará o centro DREAM de Machava com a rede de televisão STV para realizar um pequeno serviço onde ele próprio pedirá para fazer o teste.

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail