Image Not Found

Category Page: Storie

Uma história de Moçambique – Ser idoso em África: a geração que protege o futuro

Conhecemos a Joana, uma mulher moçambicana muito velha, desde o início da história de DREAM no Maputo.

 
Na verdade, começámos a frequentar a sua casa – ou melhor, a sua cabana feita de canas e barro – desde 2001, ainda antes da abertura de Machava, o primeiro dos centros DREAM em África, quando a Comunidade de Sant’Egidio ainda não tinha realizado em Moçambique nenhum ambulatório, nenhum laboratório…….
(. . .)

Entrevista a Pacem, já activista DREAM e agora coordenadora do centro de Mthengo wa Ntenga (Malawi)

Como e quando é que encontraste DREAM?
 
Encontrei DREAM em Agosto de 2005. Depois de ter feito o teste para o HIV e de ter resultado positiva.
 
Na verdade, estava bem. Era o meu marido, na época, que estava muito doente. Tentei estimulá-lo para ir fazer uma consulta, encorajava-o, falava-lhe da importância do tratamento. Mas ele não queria, tinha medo. E então, decidi dar o primeiro passo, comigo mesma, porque amava a vida do meu marido.
(. . .)

Entrevista a Lídia Lisboa, activista DREAM, Directora do Centro Nutricional de Matola 2, Moçambique

A minha história com DREAM iniciou no desgosto e agora está na alegria.
Em 2002 morreu o meu marido, o pai da minha filha Albertina. Pouco tempo depois também ela começou a estar muito doente. Muito. Tanto é que deixou de estudar: já não conseguia caminhar!.

Fomos de um hospital para o outro, mas era difícil encontrar um tratamento e eu não tinha muito dinheiro. (. . .)

Uma história da Tanzânia – A amizade dá vida ao futuro: a longa viagem de Hidaya da doença à esperança

Hidaya é uma mulher tanzaniana com cerca de trinta anos. Mas é também uma querida amiga de todos os operadores DREAM de Arusha, um exemplo de coragem e de força de vontade de cura para muitos pacientes do centro, uma prova de que o amor e a esperança podem abrir ao futuro e serem mais fortes da doença e do desespero. (. . .)

Malawi – A história de Violet e de Faith, menina nascida sã de uma mãe seropositiva

Terça-feira, no centro DREAM de Mtheng wa Ntenga (Lilongwe), chegou Violet. Estava com Faith sua filha, que tinha acabado de fazer 18 meses.
Faith é uma das mais de 100 crianças nascidas no programa de prevenção vertical DREAM em Mthengo wa Ntenga. O seu nome, em inglês significa “fé”, e muito certamente, Violet, com o nascimento da sua quarta filha, que chegou quando descobrira há poucos meses ser seropositiva, quis confiar e confiá-la a quem podia ajudá-las, às duas, a ultrapassar a resignação e o desespero.
(. . .)

Uma história do Malawi – Brilliant, o esplendor da vida

Vejo-o. Até que enfim saiu do hospital …. Pergunto-lhe como está e ele responde com um fio de voz e um lindo sorriso: “Estou bem, obrigado. Estou muito contente. E tu como estás?”. Respondo-lhe: “Bem também eu, obrigado! És muito gentil. Estou muito contente por te ver de novo”. Ele preocupa-se por mim, pergunta-me como me sinto!

Brillant diz que está muito contente. (. . .)

  • 1
  • 2